30 de jul de 2008

29 de jul de 2008

nem falei nada do fim de semana

Final de semana inteiro trampando, mas deu pra tirar umas coisas boas. Primeiro teve o Guizado no Berlin com um show perfeito. Foi assim que descrevi no Cafofo, coluninha da redação que entra amanhã na TramaVirtual: "Acompanhado pelo monstro Richard fazendo amor com a bateria e o guitarrista Regis Damasceno encarnando Robert Fripp, Gui Mendonça derreteu cérebros ao promover um improvável e entorpecente encontro de Prefuse 73 com Mogwai – um Mogwai light, mas ainda assim Mogwai."

No sábado fui ao Rio ver o festivla Curto Circuito, no Circo Voador. Festival mais ou menos que teve um bom show do Jonas Sá - com participações do povo do Do Amor, Dadi e mais uma caralhada de gente - e um ótimo show do Brasov, com clima de festa, mar de garotas na pista e participação da inacreditável Silvia Machete.

Fechando, no domingo teve a final do DMC Brasil, com discotecagens do KLJ e do Cash Money, entre outras coisas. A competição foi embaçada pra caramba, demorou muito e mostrou alguns DJs bem fraquinhos e outros razoáveis. Ninguém destruiu, mas a trinca que levou os três primeiros lugares foi realmente a melhor. De tudo, o mais legal foi mesmo o pocket show do TY, que, infelizmente, devido aos atrasos, teve só quatro músicas.

tema do bima

Olha só a mongolice massa:

- Le Agressif Crew - "Agressiftheme"

Rola até uma alô pra mim.

r.i.p.


Notícia triste é a da morte da Mae Sheet, lençol gigante que os caras do Mae Shi jogavam sobre a platéia, deixando o show ainda mais insano. A história tá aqui.

contra a tirania



Tony da Gatorra no Fantástico

25 de jul de 2008

corporativo

Caso você ainda não saiba: Tom Zé, Macaco Bong e o novo do CSS pra baixar grátis aqui.

23 de jul de 2008

descoberta do dia


Pois é, só descobri o Let's Go To War hoje porque sou cabaço. Ganhei um promo com três músicas deles em alguma festa no SXSW e deixei numa pilha de coisas pra "ouvir quando tiver tempo". Tava revirando a pilha atrás de um disco e notei no promo um logo da Last Gang, selo canadense que, entre outras coisas, lança New Pornographers e MSTRKFT. Decidi ouvir e gostei muito mesmo. O disco deve sair logo mais. Por enquanto, fica com duas musiquinhas do promo, incluindo uma que sampleia "Pass the Dutchie", do Musical Youth.

- Let's Go To War - Like We Live
- Let's Go To War - Push Up Ya Lighter

ainda mais lindo



Dodos ao vivo na Amoeba.

coisa linda



Muito bom, esse vídeo do Man Man na Blogotheque. Assiste até o fim que vale a pena.

22 de jul de 2008

ninguém avisa?

Que esse domingo tem show do TY na final do DMC Brasil esse fim de semana na Pachá?

21 de jul de 2008

top brasa

Acho que já rola uma listinha de melhores discos nacionais lançados este ano até agora. Sem ordem de preferência ainda:

- Momo - Buscador
- Curumin - Japan Pop Show
- Kiko Dinucci e Bando Afro Macarrônico - Pastiche Nagô
- Wado - Terceiro Mundo Festivo
- Macaco Bong - Artista Igual Pedreiro
- Elo da Corrente - Após Algumas Estações
- Guizado - Punxs
- Cérebro Eletrônico - Pareço Moderno

16 de jul de 2008

iFlickr

This is the first day of my life
I swear I was born right in the doorway
I went out in the rain suddenly everything changed
They're spreading blankets on the beach

Yours is the first face that I saw
I think I was blind before I met you
Now I don’t know where I am
I don’t know where I’ve been
But I know where I want to go

And so I thought I’d let you know
That these things take forever
I especially am slow
But I realize that I need you
And I wondered if I could come home

Remember the time you drove all night
Just to meet me in the morning
And I thought it was strange you said everything changed
You felt as if you'd just woke up
And you said “this is the first day of my life
I’m glad I didn’t die before I met you
But now I don’t care I could go anywhere with you
And I’d probably be happy”

So if you want to be with me
With these things there’s no telling
We just have to wait and see
But I’d rather be working for a paycheck
Than waiting to win the lottery
Besides maybe this time is different
I mean I really think you like me

voltinha por aí

- o Six botou no blog dele e do Denen o discaço do Nomo pra baixar;
- na Fader, tem o XXXChange transformando Gang Gang Dance (!) em música de pista;
- o Gorilla vs Bear aponta para o primeiro single do disco novo do Koushik, prato cheio pra quem pira em Caribou e Four Tet;
- a Pitchfork postou um sonzão do disco novo do Parts and Labor;
- e a nova do Mercury Rev você já deve ter ouvido em todo lugar por aí, né? Fudida, aliás.

babe, update

Já que virei a Gazetinha de Perdiza mesmo, vamos lá: agora é o John Mulvey, que chama o Babe, Terror de Animal Collective Tropicalista em um longo post em seu blog na Uncut.

seleta


Vai no site da Soma e baixa a coletânea que vem com a edição que celebra um ano da revista. Tem muita coisa boa, de Guizado a Kiko Dinucci, de Constantina a Rockers Control, de Parteum a Algaravia Trio.

ninguém segura esse bebê


O falatório em torno do Babe, Terror prossegue. Enquanto a Kátia convida o cara para surpreender na Mágica, agora é o Stereogum que elogia o cara. Vale lembrar que Warren Ellis, Sasha Frere-Jones, Pitchfork e Said the Gramofone já voltaram os ouvidos pro Panda Bear da Água Branca.

mais festival

Ainda não posso falar nada, mas tem um festival que vai surpreender fudido. Vai ser até bizarro o lance. E se o Kanye vier pro Timfa, bem que podia rolar uma discotecagem do A-Trak, né? É das melhores que já presenciei.

14 de jul de 2008

festival, festival, festival...

- E o The National no Tim? Achei engraçado o texto da Folha chamando atenção pro MGMT no título e dizendo apenas que "a banda nova-iorquina The National completa a escalação rockeira". Po, desprezou fudido. Haha. E olha que se bobear o National é maior que o MGMT. Não aqui no Brasil, é claro, porque não foi capa da Ilustrada. Bom, vale dizer que o show da banda é muito bom mesmo. Ah, ninguém falou, mas o Dan Deacon vem pro Timfa também. Com Santogold, Klaxons, Gossip e Kills, até que tá razoável, apesar da tradição do festival em trazer novidades do ano passado continuar firme e forte. Mas a verdade é que o Timfa depois do ano passado não empolga mais , né?

- não consigo me empolgar em ver o Animal Collective no Planeta Terra. Acho que vai ser a mesma coisa do Flaming Lips no Claro Que é Rock: brochante. Antes o pessoal do Coquetel Molotov tivesse acertado com eles. De qualquer forma eles vão trazer o Spoon, que é uma beleza, mas acho que também não é banda pro Planeta Terra. Puta crime, trazer Spoon e Animal Collective pra cá fazê-los tocar quarenta minutos. O Bloc Party é e boto fé que possa fazer um showzão. E o Jesus, nunca se sabe...

- e o tal Indie Rock Festival, que não bastasse o nome nojento que eles insistem em manter, ainda assinaram um atestado de cabacisse ao dispensar o Vampire Weekend pra trazer o Dandy Wharhols. De qualquer forma, quero muito ver o Broken Social Scene.

- daí que com a dobradinha de Blacks (o Mountain e o Lips) e mais pelo menos três coisinhas de chorar que o Nobreza tá em vias de acertar (incluindo aí uma banda que fez o melhor show que vi nesse ano) periga de o GNF, correndo por fora, ser o melhor festival do ano...

- agora, se o Leonard Cohen vier mesmo pro Tim...

pergunta 2

Como pode tanta gente gostar do Ting Tings e ninguém falar do The Chap?

pergunta 1


Por onde anda Chuck Mosely?

11 de jul de 2008

até hoje


O Sigur Rós se saiu com uma boa idéia. Por 100 doletas, você adquire uma edição especial do disco novo da banda (com essa capinha aí em cima), que na verdade é um pacote. Na hora, você já pode baixar o disco em MP3 de alta qualidade, além de uma série de vídeos. Logo mais, você você recebe em casa o CD real. Depois, quando estiver pronto, você recebe o DVD com o documentário sobre as gravações do disco. Por último, um livro com capa de tecido, também registrando os trabalhos do grupo nesse período. O mais massa é que quem comprar até HOJE terá seu nome registrado no livro em "agradecimento pelo apoio". Não resisti, comprei o meu.

não perde


É hoje, na Brasa, no Berlin: show do Burro Morto, banda da paraíba sensacional. Ouvindo as musicas que tão aqui dá pra ter uma noçãozinha do que são os caras ao vivo. Mas é só uma noçãozinha. Não perde porque a pegada dos caras é ácida mesmo.

4 de jul de 2008

Olha só que massa. Na página do Matt & Kim do Myspace tem um vídeo do último show deles no SXSW deste ano. O legal é que é o vídeo que eu fiz com minha camerinha fotográfica, haha. Dá até pra ouvir minha voz falando pro Beto gravar o show e surtando com o fim da apresentação. Vale lembrar que esse foi um dos shows mais impressionantes que vi nos últimos tempos. Acho que já botei o vídeo aqui, mas toma ele de novo:

3 de jul de 2008

daqui até sábado

É amiguinhos, o resto da semana promete. Quer dizer, a semana já começou bem com a festinha de um ano da Soma, que teve o show no mínimo impressionante do Burro Morto e o Kiko Dinucci botando todo mundo pra sambar.

Hoje, no Milo, tem um show que tô querendo ver bastante: Veracidad, uma banda que segue mais ou menos a rota que o Hurtmold traçou, evoluindo do hardcore inicial para um som mais elaborado, com influências do post rock e do jazz.

Amanhã, é o dia do Guifest e quem não for é cuzão. Haha. Mas é sério. A escalação tá impecável. Começa com o National, que não vejo há tempos, e é sempre doente. Depois tem o Mowgli! and the Robbot Affair, que fez um dos shows mais legais que vi este ano. O moleque é foda e, desta vez, vem acompanhado do baterista, que não vai ter prova no dia seguinte. Na sequência tem o Constantina, banda mineira que no fim do ano passado fez um show ótimo no Milo. Aí tem o Contra Fluxo. Desses nem preciso dizer mais nada. Quem já viu, sabe do que eu tô falando, quem não viu, tem que ver. E, pra fechar, uma das minhas bandas favoritas ao vivo da atualidade, o Do Amor.

E no sábado tem o show do Holger, na casa do Mancha, banda nova de moleques que aos 16 tocavam post rock e agora tocam folk tomado com o espírito festeiro de um Dan Deacon. O lugar não poderia ser mais propício. A casa do Mancha é realmente a casa do cara, numa ruela da Vila Madalena e o show é no chão da sala.

E sabe o mais legal? Vou discotecar nos três. Haha.

no milo


por Carolina Scagliusi
www.flickr.com/photos/carolina_scagliusi

03/07 Veracidad [São Paulo; math-rock/experimental]
www.tramavirtual.com.br/veracidad
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/670337

10/07 Rafael Castro e os Monumentais [Lençóis Paulista; folk-rock/psych-rock]
www.tramavirtual.com.br/rafael_castro_e_os_monumentais
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/670335

17/07 Tênis [Belo Horizonte; indie-rock/lo-fi]
www.tramavirtual.com.br/tenis
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/670345

24/07 Velhos e Usados [Brasília; pós-mpb/indie-rock]
www.tramavirtual.com.br/velhos_e_usados
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/670348

31/07 Destruidores de Tóquio [Capanema; psych-rock/indie-rock]
www.tramavirtual.com.br/destruidores_de_toquio
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/670350

Entrada R$ 10

Milo Garage
Rua Minas Gerais, 203
Metrô Consolação

www.peligro.com.br

2 de jul de 2008

"a nossa mallu"

A descrição acima é do Gui e cabe bem. Na eterna disputa entre Perdiza e Aclima, Perdiza disparou na frente com essa: Babe, Terror. Sei lá como, o cara foi descoberto por Sasha Frere-Jones, crítico da New Yorker, que não só comparou o som com No Age e Animal Collective foi atrás dele pra saber uma pouco mais projeto. Hoje, foi a Pitchfork que descobriu o cara.

Sabe o que é pior? É que tava embaixo dos nossos narizes. Muito, mas muito perto. Fudido!