16 de dez de 2009

isso cansa tanto

Escrever pra quem não sabe ler. Pra quem prefere não entender. Será que eu realmente tenho que explicar que não tenho nada contra a Bahia ou os baianos e, muito pelo contrário, tenho grandes amigos baianos e adoro o lugar? Neguinho é burro ou se faz de burro? Deixa eu explicar pros que se fazem de burrinhos: baiano em paulistês é gíria pra cafona. TODO MUNDO fala. Vocês sabem disso. O termo é tão antigo que acho difícil que alguém realmente relacione hoje em dia, ao usá-lo nesse contexto, com o povo da Bahia. Eu não relaciono e nem penso nisso. Me enche o saco essa patrulhinha hipócrita da correção política. Ainda mais quando os defensores da boa imagem da Bahia e dos baianos deveriam ter muito mais com o que se preocupar. Não tenho saco pra polemiquinha do século passado, então poupem seus comments pra vocês. E, antes que eu me esqueça, gostaria de informar à garota que botou um comment esperto no meu post que RACISTA É A PUTA QUE A PARIU. Agora, um recadinho pra mim mesmo:

Ei, Dago:
- você é burro pra caralho;
- por que você não fica quieto na sua, seu filha da puta?;
- vai tomar no cu.

6 comentários:

Flávia Durante disse...

não usa mais esse termo, usa creyço ou creyça.

reverse disse...

se "judeu" fosse giria pra idiota será que vc usaria?

Renan disse...

Dago, não pare de escrever por isso. O problema da internet é que não se pode descobrir que pessoas tão cínicas e hipócritas vão passar pelo seu blog como se nunca tivessem vindo aqui para se embasar ou formar uma opnião com a sua ajuda, fingem que apareceram do nada ou clicaram em algum link e descobriram que vc escreveu algo, que desta vez, elas conseguem ter uma opnião de merda para defecar dessas cabeças preguiçosas e BAIANAS. Espero que esse bando de ignorantes nunca mais passem aqui para perder seus preçosos tempos de vida insignificante.

Raquel Setz disse...

Eu sou paulistana e não uso "baiano" como xingamento, assim como não digo que um serviço ruim é um "puta servicinho de preto". Aliás, minha mãe não é racista não - e nem puta, até onde eu sei.

Enfim... um blog a menos pra ler.

Camila disse...

eu sou judia e super a favor de usar judeu como gíria pra idiota. ou camila como gíria pra frígida. =D

C. Morais disse...

Relaxem, não há motivo para crise. É só um blogue! Canalisem melhor a energia em coisas mais proveitosas do que discussões.