26 de fev de 2008

da série: "os deliciosos plágios dos filmes publicitários"



Você já ouviu uma guitarrinha com slide dessas em algum lugar. A original é "Corona", do Minutemen, escolhida como tema do Jack Ass. Aqui, um plagiosinho descarado como trilha do filme bobo em que universitários pagam de Steve O.

lá e cá



Música nova do Curumim na home da Pitchfork, com foto e tudo. "The 'sounds like [x] doing [y] while [z]' method of describing a song would probably pin down this track from Brazilian musician Curumin as a Jorge Ben/Caetano Veloso hybrid playing Funkadelic's "Can You Get to That" backwards (or maybe diagonally)". Curumas vai ser uma das atrações brasileiras no South by Soutwest e deve ter o novo disco, Japan Pop Show, lançado pela Quannun nos EUA, em maio.

Enquanto isso, o cara fez um show insano em versão trio pro Berlin abarrotado na última sexta, nas nossa festinha Brasa. Esta sexta tem mais. Só digo uma coisa: vai, nem que seja pela versão de "Feira de Acari".

já é

CO 0092 O SAO - GUARULHOS HOUSTON 10/03/2008


CO 1841 O HOUSTON AUSTIN 11/03/2008


25 de fev de 2008

blog power



Enquanto o tiozinho desanca os bloggers na coluna de hoje no Folhateen, os principais blogs americanos, reunidos em uma aliança chamada Hot Freaks, mostram sua força anunciando o line-up de duas festas paralelas ao South by Southwest promovidas pela turma. Entre outras coisas, vão tocar Crystal Castles, Jens Lekman, Evangelicals, Cadence Weapon, Blitzen Trapen, British Sea Power, Ola Podrida, Lyrics Born, Bodies of Water, David Bazan e Islands. Tudo patrocinado por empresas como a Insound, Woxy e Zazzle. O Gorilla vs Bear, membro do coletivo, ainda tira onda e promove uma festa gratuita com cerveja liberada e um line-up de chorar em cantinho de parede: White Williams, Cool Kids, Bodies of Water e Holy Fuck, entre outros. Provavelmente o tiozinho nunca ouviu falar nesses nomes. É por essas e outras que os blogs - entre outras coisas - tornaram o cara irrelevante.

21 de fev de 2008

bbb

A descoberta do dia foi que a banda do emo do Big Brother tá na TramaVirtual. E parece que outro dia ele falou no ar que é fã do Fim do Silêncio, banda do nosso Emo - que nem emo é e nem nosso mais é.

bookmarks

- El Guincho - o Animal Collective de Barcelona, com tudo que isso implica
- Zé dos Frangos - banda portuguesa que vai abrir uma noite em que vários brasileiros vão tocar no SxSW. Tem que ouvir, nem que seja só pelo nome
- Kumbia Queers - roqueiras argentinas fazendo versões toscas para Madonna e The Cure em ritmo de cumbia

20 de fev de 2008

quinta internacional

Fica esperto com essa quinta no Milo. O show é do Clek Clek Boom, coletivo franco-carioca que mistura eletrônica, hip hop e funk. Antes, tem o DJ canadense Tommie. Depois tem eu, haha. Cola lá.

be ready



I am Dan Deacon. This is my web site about my music journey into your life. This site is here to help you. I, Dan Deacon, have prepared it with information and materials. This webpage should help you with all your compulsory Dan Deacon needs and wishes.

Então. Ele fez um dos melhores discos do ano passado. Agora, tá liberando uma porrada de coisas do catálogo dele no site. E... é isso. Por enquanto.

é uma beleza

Como pode se notado nos posts abaixo, tô com o Moreira mode on. Falando em Moreira, pouca gente notou que no ano passado, após anos sem lançar nada novo, o mestre gravou uma faixa no quadro 12 Horas no Estúdio, do programa TramaVirtual. A música, "Praticidade", como não poderia deixar de ser, é uma beleza. Tipo um tema do Batman versão pós-punk. Baixa na página dele na TramaVirtual.

mexe mexe


Parece que esse namoro do Jamie Hince com a Kate Moss tá fazendo bem pro The Kills. Pelo menos musicalmente. O disco novo Midnight Boom é uma beleza. A beleza das belezas é essa música aqui:

- "Cheap and Cheerful" - The Kills

Tem também essa aqui, cujo o título parece trocadilho pra brasileiro ver:

- "M.E.X.I.C.O.C.U" - The Kills (removida a pedido da Domino)

19 de fev de 2008

santa foda

O Holy Fuck é uma das bandas mais legais da atualidade. Eles fazem eletrônica lo-fi, com instrumentos não eletrônicos ou com não-instrumentos. O resultado não é cabeçudo. Às vezes é até dançante. No ano passado eles lançaram o excelente LP, um dos melhores discos do ano. Daí que esse post é pra avisar que umas semanas atrás o Gorilla vs Bear postou um remix do Holy Fuck pra "Paper Planes", da M.I.A que é uma belezinha. E que o Pitchfork botou lá no Forkcast um remix do No Age pra "Lovely Allen", uma das faixas do LP.

Ah. Antes de lançar o LP, eles lançaram um EP de tiragem limitada chamado... EP. No ano passado o Six botou ele pra baixar aqui, no seu antigo blog. Se bobear ainda tá lá. Recomendo.

Aproveita e saca só que belezinha eles ao vivo:

13 de fev de 2008

onde está will?

Antes de ser músico e fodão, Will Oldham trabalhou como ator no clássico do SBT O Resgate de Jessica. Vê se você acha ele, novinho, no trecho do filme:

jovem guarda

2008 começou em ritmo jovem, como diria o Polara. Aproveitando a onda, compilei alguns favoritos da juventude:




dois do Tiny Masters of Today - um deles ao vivo com a Kimya Dawson, outro dirigido pela Karen O



Ben Lee



Michael Jackson



Kriss Kross



Another Bad Creation



Stevie Wonder



Anton Maiden

matablog

Música, comida e a nova do Matmos. No blog da Matador.

12 de fev de 2008

animal

O La Blogothèque é foda. Os vídeos da vez no Take Away Show são com o Animal Collective. Saca só:



Dá pra passar horas assistindo esses Take Away Shows (que inspiraram fortemente - até no nome - o Música de Bolso). Mas vai direto nos melhores:

- Architecture in Helsinki
- Beirut
- Caribou
- Liars
- Of Montreal / Axe Riverboy
- The National
- Islands
- Vic Chestnut
- Benni Hemm Hemm
- Jens Lekman

eu quero

hot chip


daft punk

e mais todas essas outras

11 de fev de 2008

da série: "os deliciosos plágios dos filmes publicitários"



Escuta a trilha. Essa batidinha, esse assobio em cima... conhece de algum lugar?

música e mercado

Aí que alguém se propôs a falar de mercado musical com seriedade e propriedade. Mais que cagar regra, tentar entender o que acontece conforme vai acontecendo. Porque, hoje em dia, é o único jeito que dá. Olha aqui.

se alguém ainda duvidava...

Blog Chatter Can Triple Future Sales of Music Albums According to New Study from NYU Stern

sinistro


Ele podia ser mais um adolescente incluído nessa onda teen folk recente. Acontece que o gaúcho Vinícius Gageiro Marques se matou em julho de 2006. Tinha 16 anos e respondia virtualmente por Yoñlu. Fiquei sabendo dessa história num papo no Berlin com o Claudião e o Gui, duas semanas atrás. Além da música - ele gravava canções acústicas e tinha colaborações com o escocês Sabrepulse, atuante na cena 8-bit -, o moleque fotografava e pintava bem. A última edição da Época traz uma longa matéria sobre essa história, o que me lembrou de buscar por aí o material dele. Achei um post num fórum com links para algumas músicas gravadas e seu perfil na Lomo.Homes. Nem que seja por curiosidade mórbida, vale a pena dar uma olhada na obra do garoto. A Allegro Discos promete para ainda este mês um CD com músicas do Yoñlu.

8 de fev de 2008

rolling stone - dezembro/07

Cansei de Ser Sexy
Planeta Terra
quatro estrelas

O bom filho...


Antes de se lançar na longa aventura no exterior, um dos grandes charmes do Cansei de Ser Sexy era a dificuldade em traduzir seu potencial em música ao vivo, não só pela famosa inabilidade com os instrumentos, mas também pela incapacidade em controlar o caos criativo pelo qual era regido. A instabilidade era ingrediente-chave das apresentações, geralmente experiências bastante divertidas. O Cansei do Planeta Terra 2007 é outro: uma banda segura e eficiente, bem-iluminada e bem-tratada, mas, nem por isso, menos interessante. As boas composições de Adriano Cintra e companhia ganham inesperados novos contornos ao vivo, enquanto o carisma de Lovefoxxx e o espírito festeiro do grupo seguem intactos. Em muitos momentos, o Cansei – isso, Cansei, como diz seu público original, e não CSS como teimam em chamá-los os gringos – parece ainda ser apenas a banda que tocava o puteiro nos palquinhos do underground paulistano. E, mais, parece se esforçar para não deixar de sê-la. “A gente não pode esquecer de onde veio”, explica Lovefoxxx ,antes de “I Wanna Be Your J-Lo”, hit daquela época. Quase no final, Carol perde o pedal do bumbo em “Music is My Hot Hot Sex” e, por alguns instantes, só sobra o “velho Cansei” sobre o palco, mas nada que uma multidão bem disposta e uma ótima frase (“Ele é fodão, mas eu sei que eu sou também”) não resolvam. O símbolo da paz pintado no rosto da vocalista nem precisava estar lá. Ela é a dona do show, às vezes tão menina quanto as meninas que a endeusam da platéia, às vezes a deusa multicolorida que tais meninas insistem em enxergar. O set traz música nova (um surf-rap-new-wave), a esperada versão de “Pretend We’re Dead” (L7) e as toneladas de hits do primeiro disco. “Let’s Make Love and Listen do DFA” chega consagradora, finalizando o show. E os paulistanos podem ficar tranqüilos: o Cansei do mundo ainda é coisa nossa.


mallu

Teve gente que chegou na porta do Milo 8h30 da noite. Às 10h já tinha fila na porta. Enquanto isso, lá dentro, duas equipes de TV gravavam a passagem de som. Onze e pouco, o lugar já tava abarrotado pra ver o hype mais rápido que já se viu por aqui. Justifica? Vamos lá:

1. a menina é carismática, simpática, fofa, pode ganhar o público com duas palavras ou um sorriso;
2. Ela tem um puta de um senso de composição pop. É quase uma sueca nesse sentido;
3. Ela não toca muito bem e muitas vezes desafina, mas isso não é um problema;
4. A banda é tipo "tiozão do Café Piu-Piu", e isso sim é problema: arranjos farofeiros, rock de cartilha, baixista aparecido, etc.

No fim das contas, vale. Bota três moleques no lugar dos véios - o guitarrista bigodinho pode ficar - e deixa eles fazendo música com ela. Se ela não se encher o saco de tudo isso, pode ir longe.

1 de fev de 2008

bumllionaire


A idéia dos caras é botar um mendigo na lista dos bilionários da Forbes. Você também pode contribuir para a causa. Coisa do Keke.

www.bumllionaire.com

No Milo


07/02 Mallu Magalhães [São Paulo; indie-pop/twee]
DJs: Lulina + Centro Cultural Batidão
www.last.fm/event/487933

14/02 Apanhador Só [Porto Alegre; indie-rock/experimental]
DJs: Fernanda Cardoso + Centro Cultural Batidão
www.last.fm/event/487187

21/02 Clek Clek Boom [Paris/Rio de Janeiro; funk carioca/eletrônica]
DJs: Tommie + Centro Cultural Batidão
www.last.fm/event/489670

28/02 Os Telepatas tocando Wilco [São Paulo; indie-prog/psych-folk]
DJs: Centro Cultural Batidão
www.last.fm/event/489674

cartaz: Drika Moto [www.drikamoto.com]

skindô

Na segunda de carnaval (04/02) vai ter mais uma edição do Milo invade a Clash. Vou discotecar representando a festa da Peligro. Se tiver de bobeira, cola lá.