30 de jun de 2008

goleada

motomix
Que festival agradável, foi esse Motomix. Tipo, gol de placa fudido. Costumo não gostar de apresentações gratuitas porque são para-raios de desavisados, mas, até isso deu certo. O público eclético - famílias com crianças de colo, new ravers, atletas, moderninhos, skatistas, muitos cachorros - convivendo em harmonia lembrou coisa de festival em parque gringo. A tarde ensolarada de inverno conspirou forte. A escalação, reflexo da nova ordem musical mundial - nenhuma das seis bandas têm discos lançandos no Brasil -, se não foi sensacional, trouxe dois ótimos shows: Fujyia & Myagi e Go!Team. Mas o maior mérito do festival foi trazer bandas que não são grandes nem lá fora (vi um show do F&M pra nem 50 pessoas), mas que estão entre aquelas produzindo coisas realmente interessantes. Os shows só comprovam. Tá, teve o Metric, que é chatinho que dói - a melhor coisa do show foram as pernas da Emily Haines - e o Edgar ganhando pra ser tosco no palco. Noves, fora, goleada fudida.

Mas o mais legal de tudo mesmo foi encontrar lá muita, mas muita gente legal, todo mundo de bem com a vida. Diazinho legal, viu.

26 de jun de 2008

21 de jun de 2008

atendendo a pedidos

Tá aqui, a muxtape da Brasa.

melhores do ano

Opa. Acho que já dá pra fazer uma listinha de meio de ano, né? Bom, ainda tem um monte de coisa que ainda não ouvi - então não vem reclamar que faltou Girl Talk e o caralho. Toma lá, então, o top 25 - puts, ia fazer só um top 5! - de meio de ano 2008:

1. Why? - Alopecia
2. Bonnie Prince Billy - Lie Down in the Light
3. Born Ruffians - Red, Yellow and Blue
4. The Dodos - Visiter
5. The Mae Shi - Hlllyh
6. Crystal Antlers - EP
7. Fuck Buttoms - Street Horrrsing
8. She and Him - Volume One
9. HEALTH - HEALTH//DISCO
10. MGMT - Oracular Spectacular
11. El Guincho - Alegranza
12. Deerhunter - Microcastle
13. Fleet Foxes - Ragged Wood
14. Vampire Weekend - Vampire Weekend
15. Cadence Weapon - Afterparty Babies
16. Flying Lotus - Los Angeles
17. Islands - Arm's Way
18. Hot Chip - Made in the Dark
19. Frightened Rabbit - The Midnight Organ Fight
20. Black Mountain - In The Future
21. Man Man - Rabbit Habits
22. No Age - Nouns
23. Lupe Fiasco - The Cool
24. Sigur Rós - Með suð í eyrum við spilum endalaust
25. Santogold - Santogold

E a sua lista, qual é?

16 de jun de 2008

recesso

Bima tira 10 dias de férias. Talvez até poste algo aqui, vai depender de várias coisas. Agora deixa eu ir que a montanha me espera.

12 de jun de 2008

sobre ontem

Só lembrando: a Stephanie Toth é impressionante ao vivo. E a versão de "Fox in the Snow" é de cortar coração de pedra.

11 de jun de 2008

ac


Tenho dito, e não sou o único, que o Animal Collective é o Velvet - ou o Soniquiúti - desta década. Goste ou não, eles são a banda atual que mais influencia e deve influenciar outras bandas. Tá, você pode falar do Justice, mas não tô falando aqui em clonar baixo distorcido. Tô falando na maneira de encarar e estruturar uma canção pop. Prova disso é o novo single do Sigur Rós, que traz o modo coletivo animal acionado no talo. Ouve e vê se tô falando merda:

- Sigur Rós - "Gobbledigook"

Ainda não tá convencido? Então baixa a listinha aí embaixo. E baixa com gosto porque é tudo muito bom. Aproveita e entende o que eu tô falando.

- El Guincho - "Palmitos Park"
- Dirty Projectors - "No More"
- The Dodos - "Fools"
- Born Ruffians - "Badonkadonkey"

acredite

O disco novo do Ed Motta é muito bom. Tô ouvindo agora. Tipo soft rock encontra Brian Eno.

10 de jun de 2008

guitar hero



Dá uma olhada no vídeo acima que coisa fudida. A dica é do Ben Max Tundra Jacobs via Du. Tinha que ser coisa de finlandês - é lógico que os caras não iam se contentar apenas com ter inventado o concurso de air guitar. Mais detalhes, nessa matéria da Wired que o Gui achou. Ou dá um search por "shreds" no youtube.

falei que isso merecia um post...


Tenta olhar pro prato acima e não salivar. Provar a moqueca de peixe do Paraíso Tropical é como ouvir Fela Kuti pela primeira vez: exótico, diferente e, ainda assim genial. Se bem que rola uma pegada sinestésica na parada. Repara no monte de cores e imagina que cada uma delas representa um sabor. E que a cada garfada, esses diversos sabores interagem diferentemente gerando novos e novos sabores. É quase um lance psicodélico. E isso é só a moqueca de peixe. Provamos a de camarão e a de maturi, que é a castanha de caju ainda verde. Tudo maravilhoso, indescritível. E as entradas: a melhor mandioca - ou aipim, como preferem os locais - frita que comi na minha vida e a pititinga, espécie de batata frita em forma de mini-peixe. Some a isso a localização - uma chácara, com brisa batendo -, as absurdas (caipi) roscas - a minha era de tangerina -, os acompanhamentos, as frutas de sobremesa, o doce de banana, o chá digestivo e a acolhida simpática do chef e gênio Beto e você tem algo que está muito mais para uma experiência do que para uma simples refeição. Aposto que as sete pessoas que estavam comigo concordam.

9 de jun de 2008

nave

E eis que estivemos em Salvador no fim de semana pra tocar na Nave. O que dizer da festa? Vibe massa, local ótimo, presenças ilustres, galera gente fina... Recomendo muito. Fora isso, na passagem relâmpago rolou city tour versão edit, passagem pelo projeto do Messias, econtro com lendas como Spencer, Messias e Xanxa, hospitalidade inigualável de Silvis e dos organizadores, sorvetes e doces na Cubana, tapioca, café da manhã destruidor na Perini e um almoço que merece um post só dele...

n.e.r.d. goes b more


Se você tinha desisitido do N.E.R.D. por causa do fraquinho Fly or Die, dê uma chance a Seeing Sounds, o novo deles. O disco nem é inteiro bom, mas tem coisas incríveis lá dentro. As melhores, acontecem no flertes do trio com o Baltimore, como nessa aqui abaixo, que é a melhor música do álbum:

- "Everyone Nose (All The Girls Standing in the Line for the Bathroom)" - N.E.R.D.

5 de jun de 2008

malhação

Por recomendações médicas, esta semana comecei a malhar. Por sorte, recentemente minha irmã abriu uma academia aqui do lado do trampo, o que ajudou bastante. No primeiro dia, a maior tortura foi a trilha sonora. Ontem, cheguei lá com um CD e pedi pra botar como um teste. Acho que funcionou bem. Minha irmã, pelo menos, curtiu e já encomendou outros. O mais engraçando foi ver o pessoal malhando ao som de Battles. Bom, então é isso, já temos uma academia que faz bem também aos ouvidos. O tracklist do CD:

- "Romantika" - Apparat Organ Quartet
- "Atlas" - Battles
- "Rock Steady (MSTRKRFT Remix)" - All Saints
- "I’m Not Gonna Teach Your Boyfriend How To Dance With You (The 12s Remix)" - Black Kids
- "Feist" - My Moon My Man (Boys Noize Remix) - Boys Noize
- "Fancy Footwork" - Chromeo
- "Do Not Break" - Ellen Allien & Apparat
- "Det Snurrar I Min Skalle" - Familjen
- "Ready For The Floor" - Hot Chip
- "We Are Your Friends" - Justice vs Simian
- "Golden Skans (Switch remix) - Klaxons
- "Yea Yeah (Flosstradamus Remix)" - Matt & Kim
- "Sound Of Silver" - LCD Soundsystem

ridículo no metrópolis

no milo


cartazjun2008
por George Frizzo
www.myspace.com/fossilsoundtrack


05/06 Radiare [Campinas; indie-rock/power-pop]
www.myspace.com/radiare
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/637728

12/06 Guardaloop [Olinda; afro-beat/dub]
www.myspace.com/guardaloop
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/637734

19/06 Elo da Corrente [São Paulo; hip-hop/eletrônica]
www.myspace.com/elodacorrente1
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/637740

26/06 Bazar Pamplona tocando Supergrass [São Paulo; indie-rock/indie-pop]
www.myspace.com/bazarpamplona
DJ: Dago Donato
www.last.fm/event/623399

Entrada R$ 10

Milo Garage
Rua Minas Gerais, 203
Metrô Consolação

www.peligro.com.br

digo e dago

E no sábado tem Batidão na pegada ácida na Nave, em Salvador. Aí os caras lançaram uma promoção com o tema pegada ácida na comunidade do orkut. E aí que pintou isso:



Sensacional. Veio daqui.

4 de jun de 2008

bunito

Além de bonito, Bradford Cox é um cara prolífico. Microcastle, novo do Deerhunter, sua banda "principal", já vazou. O disco foi gravado em abril e, antes e depois disso, ele esteve me turnê com o Atlas Sound, seu projeto paralelo. Enquanto isso, segue gravando uma série de coisas - EPs, compactos virtuais, versões, músicas avulsas - e vai descarregando tudo em seu blog. Lá ele coloca também os "micromixes", mixtapes com músicas escolhidas por ele e amigos como os companheiros de tour Animal Collective.

3 de jun de 2008

tundra power


Na sexta teve show do Max Tundra no Studio SP. Eu perdi porque tava fazendo a Brasa - o show do Do Amor foi fudido, por sinal. Que bom que no domingo teve um showzinho surpresa dele na casa do Mancha, que é uma mistura de casa do cara com espaço pra festas na Vila Madalena. Bom, Max Tundra é amor antigo. O último disco dele, Mastered by the Guy at Exchange, de 2002, era hit nas festas da Generics. Ele deve lançar um disco novo em setembro. Perguntei porque demorou tanto e ele me disse porque é música que dá trabalho. Ao vivo, ele mostrou algumas delas e entendi o porquê. As bases são complicadíssimas, cabeçudas, mas ainda sim com um arrojo pop pouco visto. E, pelo que vi, o disco pode torná-lo grande, porque desta vez ele acerta cheio em fazer hits. As músicas têm mais ganchos do que nunca. E ainda vai rolar um empurrãozinho da tour do Hot Chip que ele deve abrir em breve. E o cara - Ben Jacobs, para os íntimos - ao vivo é absurdo. Tocou teclado - um Minami cujas teclas eram feitas pelo meu pai! - escaleta, casiotone, guitarra, flauta doce e metalofone. E ainda é simpaticão e dança muito. Quer dizer, com um estilo todo dele. Demais participar dessas coisas que vão ser mais lembradas do que presenciadas.

sxsw 08 - parte 5

Finalmente a última parte da cobertura. Dessa vez tem Cadence Weapon, Laura Barrett, Parts and Labor, Plants and Animals, Mae Shi, Matt and Kim e Rocky Erickson com Okervill River como banda de apoio. E, se você não tinha me achado ridículo até agora, olha o final que o Beto fez pra série.

1 de jun de 2008

this one goes out to the one i love

- The Dodos - Winter

Don't know if I'll make it through this winter without you by my side
I waited for you so long while I traveled far and wide
Convinced myself there's no one better, so how can I deny
Your love, it's like a thorn into my side

My friends they understand me better but don't whisper goodnight
I want a lover and a sister, but we know that's not right
You used to listen to my music, I always wondered why
I wish I could pretend you make me try

I want the days to come, I want these sleepless nights to end
I lie here thinking how I lost you to all your stupid friends
You made me feel so foolish for the twenty-second time
Your love might be the last time that I try

Don't know if I'll make it through this winter without you on my own
I waited here for you forever, I can't believe you'd go
I may not have the answers, but I'd rather never know
Your love was such a heavy, heavy blow

Goodnight my love, you seemed so nice 'til I knew you better
Now I can tell you're always thinking twice about what might be better
On the outside, there's no conscience, you're a victim of your cautiousness
You don't try, you just lie there hoping that someone will come to make it right